Ética e Ética Cristã


INTRODUÇÃO

Muitos são os temas polêmicos discutidos pela mídia cotidianamente, Aborto, Eutanásia, homossexualismo, Drogas etc. Temos na sociedade aqueles que apóiam e aqueles que negam essa ou aquela pratica. A ética envolve essas questões e outras como, por exemplo: É correto mentir para proteger-se ou proteger alguém? É correto alcançar os objetivos a qualquer custo? Os fins justificam os meios?
O objetivo desse estudo será mais restrito, buscando-se apenas a conhecer o que seja Ética numa visão geral, O que seja Ética Cristã e principalmente se conhecer um pouco da Ética Pastoral.
Para tanto principia definindo o que seja Ética e logo em seguindo traçando um panorama da Ética cristã e posteriormente da Ética pastoral. Etimologicamente falando, ética vem do grego “ethos”, e tem seu correlato no latim “morale”, com o mesmo significado: Conduta, ou relativo aos costumes. Podemos concluir que etimologicamente ética e moral são palavras sinônimas. Em Ética pastoral serão delineadas normas e condutas que norteiam a vida de um pastor no contexto em que vive.

.

1- O QUE É ÉTICA?

1-Uma definição de Ética:

Ética: A filosofia moral, ou a divisão da filosofia, que envolve o estudo do modo como devem viver os homens. A ética se concentra em questões que envolvem o correto e o impróprio. É o estudo crítico da moralidade, ou seja, é a ciência da moral.

2-ÉTICA CRISTÃ:

Os estudos de como os homens devem viver do modo como foi informado
pela Bíblia, pela tradição e pelas convicções cristãs.
Stelio Rega explica que ética cristã “ é a visão a partir da interpretação dos textos Bíblicos, mas é um tema pouco presente na agenda das igrejas” ( O desafio de um cristianismo Ético).
O teólogo Emil Brunner citado por Matos (2011) no artigo “As bases bíblicas da ética cristã” declarou que:
“a ética cristã é a ciência da conduta humana que se determina pela conduta divina. Os fundamentos da ética cristã encontram-se nas Escrituras do Antigo e do Novo Testamento, entendidas como a revelação especial de Deus aos seres humanos”.

A ética é importante no sentido de nos orientar quanto aos valores e deveres de uma perspectiva correta, a perspectiva de Deus. Há momentos em que as escolhas e as decisões precisão ser tomadas baseadas em valores morais e éticos corretos para não acarretar em prejuízo para a caminhada espiritual.
Para o escritor Matos (2011) “Se fosse possível declarar em uma só sentença a totalidade do dever social e moral do ser humano, poderíamos fazê-lo com as palavras de Jesus: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento”… e amarás o teu próximo como a ti mesmo”. (Mt 22, 37 e 39)”

2.1 Princípios da Ética Cristã Evangélica:
Eles se baseiam no pressuposto de que cada obreiro é livre e responsável para assumir postura condizente com sua condição de “homem” ou “mulher” de Deus.
Ao se examinar a Palavra de Deus, encontram-se alguns princípios que, estabelecidos, trarão qualidade ao relacionamento e à vida dos membros da igreja (Filipenses 4.8 e Lucas 6.36).

1. Verdade: honestidade no trato de uns com os outros;
2. Respeito: à pessoa e dignidade de cada um;
3. Justiça: não negar os direitos e o bom nome que cada um construiu;
4. Pureza: no relacionamento;
5. Amabilidade: gentileza e cavalheirismo;
6. Confiança: mútuo sentimento resultante de relacionamento sadio;
7. Misericórdia: capacidade de relevar, perdoar e amar, mesmo quando insultados.

As pessoas tem feito uma opção errada e tem vivido na contramão da ética. Stanley Grenz no livro A busca da Moral, da Editora vida, afirma que: “o mundo vive no meio de uma crise de moralidade e que há um declínio da influência da Igreja na sociedade ocidental”.

CONCLUSÃO:

Entre os motivos que devem impulsionar as pessoas em sua conduta está a imitação de Cristo (Rm 15, 5; Gl 2, 20; Ef 5, 1-2; Fp 2, 5). Outro motivo fundamental é o amor (Rm 12, 9-10; I Co 13, 1-13; 16, 14; Gl 5, 6). O viver ético é sempre o fruto do Espírito (Gl 5, 22-23).
Na sua argumentação ética, Paulo dá ênfase ao bem-estar da comunidade, o corpo de Cristo (Rm 12, 5; I Co 10, 17; 12, 13 e 27; Ef 4, 25; Gl 3, 28). Ao mesmo tempo, ele valoriza o indivíduo, o irmão por quem Cristo morreu (Rm 14, 15; I Co 8, 11; I Ts 4, 6; Fm 16).
Acima de tudo, o crente deve viver para Deus, de modo digno dele, para o seu inteiro agrado: Rm 14, 8; II Co 5, 15; Fp 1, 27; Cl 1, 10; I Ts 2, 12; Tt 2, 12.

Extraido do ebook. Etica Pastoral. Pr. Silvano Da Silva Reis

RECEBA NOSSOS ARTIGOS EM SEU EMAIL
Clique Aqui e Subscreva na Escola Para Pregadores e receba novos artigos no seu email

Anúncios
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s